Saiba como calcular o lucro por hectare de soja

Você tem dificuldades ou dúvidas na hora de calcular o lucro por hectare de soja? Saiba que essa é uma grandeza fundamental para medir o sucesso da sua cultura.

Afinal, essa é uma forma de mensurar os resultados dos seus esforços com base em diferentes fatores, como os insumos agrícolas (sementes, fertilizantes e defensivos) e o investimento em maquinário e tecnologias.

É fundamental que o produtor compreenda como calculá-lo e utilize essa medida para o seu planejamento futuro. Por isso, neste texto, vamos explicar o que você precisa saber para realizar essa estimativa. Confira!

O que é lucro de soja por hectare?

As empresas, via de regra, visam o lucro com as suas vendas. No entanto, apesar de essa ser uma medida essencial, determiná-la pode ser bastante complicado em alguns setores. É o caso da agricultura: nesse campo, a tendência é que o lucro não seja fixo — inclusive, há bastante volatilidade quando se trata de cotação dos preços.

O lucro por hectare de soja é o ganho financeiro que você obtém na produção em uma determinada área de terra. Ele é calculado subtraindo os custos totais associados ao cultivo da soja por hectare do valor total obtido com a venda da colheita. Em outras palavras, é a receita líquida gerada pela produção em uma unidade de área específica.

A receita total você calcula ao multiplicar a quantidade de soja produzida, pelo preço de mercado. Já os custos totais incluem despesas como:

  • sementes;
  • fertilizantes;
  • pesticidas;
  • mão de obra;
  • maquinário.

Essa medida está relacionada ao lucro líquido por hectare de soja que sobrou depois do pagamento de todos os custos diretos e indiretos, que são os gastos relacionados à produção.

Por isso, saber o lucro por hectare é essencial para os agricultores, pois traz insights sobre a viabilidade econômica da produção de soja em uma determinada área de terra.

Por que é importante saber o lucro por hectare?

Entender qual é o lucro por hectare de soja é uma maneira de compreender se os seus esforços realmente trouxeram resultados. Obviamente, conseguir pagar todas as despesas de sua lavoura pode ser um bom indicativo, mas é preciso ter cuidado com essa afirmação.

Obter um faturamento que só mantém a empresa, mas não traz mais rendimento, é um mau sinal. Esse valor a mais é essencial para o crescimento do negócio, já que ele pode ser utilizado para investir em melhorias para a sua fazenda — como compra de equipamentos, manutenções, contratação de funcionários e até expansão da área.

Além disso, no processo de cálculo do lucro, o produtor precisa coletar dados financeiros do seu negócio. Com isso, consegue ter uma visão clara de seus custos e pode entender o que está errado.

Quais custos considerar no cálculo do lucro?

O processo de cálculo do lucro por hectare é bastante simples, mas é preciso entender os custos de sua lavoura e a forma correta de abatê-los dos seus ganhos. O mais importante é dividir essa grandeza em dois tipos: diretos e indiretos. Confira mais informações, a seguir.

Custos diretos

São gastos relacionados diretamente ao produto. Quando se trata do cultivo de soja, são os custos com os insumos agrícolas, como adubos, sementes, defensivos e fertilizantes, entre outros.

Todos os investimentos feitos com esse objetivo precisam ser dimensionados e registrados durante o período de safra.

Custo indiretos

Já os custos indiretos dizem respeito àqueles que não podem ser relacionados diretamente à produção de soja, mas que, de alguma forma, trazem impacto para a manutenção da fazenda.

São exemplo os gastos com energia elétrica, conserto de equipamentos, impostos, logística de transporte e até o pagamento de colaboradores.

Os custos indiretos são comumente calculados sobre os produtos agrícolas para fazer uma análise justa do preço pelo qual devem ser vendidos e do valor de produção.

Para que o cálculo seja realizado corretamente, é recomendado definir um critério de rateio. Primeiro, o produtor faz a divisão dos gastos de acordo com as áreas, atividades e categorias da fazenda. Depois, ele pode escolher os diferentes métodos de rateio.

No setor agrícola, são comumente usados critérios como:

  • área cultivada, considerando o espaço ocupado por cada cultura;
  • produção em volume ou peso, em números de sacas ou toneladas de produção, por exemplo;
  • receita bruta, quando se apropria mais custos às culturas que geram mais faturamento;
  • mão de obra, usando como base as horas de trabalho dedicadas a cada lavoura;
  • número de unidades produtivas, como plantas ou animais.

Como calcular o lucro por recurso investido?

Calcular o lucro por recurso investido por hectare de soja é, em outras palavras, o Retorno sobre Investimento (Return of Investment — ou, simplesmente, ROI).

Ele diz respeito ao que você obtém de ganho sobre os investimentos feitos na produção e mede a eficiência da sua lavoura em relação aos recursos empregados, o que pode incluir dinheiro, tempo, esforço e outros ativos.

Abaixo estão os passos gerais para realizar esse cálculo. Confira!

  1. Calcule o Custo Total de Produção (CTP). Some todos os custos diretos e indiretos relacionados à produção de soja.
  2. Determine o Faturamento Total. Multiplique a quantidade de soja produzida por hectare pelo preço de venda por unidade (por exemplo, por saca ou tonelada).
  3. Encontre o Lucro Bruto. Subtraia o Custo Total de Produção (CTP) do Faturamento Total.
  4. Calcule o Lucro Líquido. Desconte eventuais despesas adicionais não incluídas no Custo Total de Produção.
  5. Saiba o Recurso Investido por Hectare. Some todos os investimentos feitos na produção de soja por hectare, incluindo custos diretos e indiretos.
  6. Chegue ao Lucro por Recurso Investido por Hectare. Divida o Lucro Líquido pelo Recurso Investido por Hectare. A fórmula pode ser expressa da seguinte forma:

LUCRO INVESTIDO POR HECTARE = (LUCRO LÍQUIDO) ÷ (RECURSO INVESTIDO POR HECTARE)

Esse cálculo dá uma medida exata do retorno sobre o investimento por hectare na produção de soja. Com ele, você avalia a eficiência e rentabilidade do empreendimento agrícola.

Lembre-se de considerar todos os custos relevantes e ajustar os cálculos conforme necessário, para refletir a realidade específica da sua operação agrícola.

Exemplo do cálculo de lucratividade da soja

Para exemplificar como esse cálculo funciona, vamos utilizar alguns dados de safras de anos anteriores — o período não importa, pois vamos focar somente no cálculo! É importante fazer pesquisas de mercado e usar os dados da sua realidade atual.

Tome como base um preço médio de venda da soja de R$ 188,89. Usamos também um exemplo de custo de produção da safra do mesmo período, que foi de R$ 5.989,97, com uma produtividade de 60 sacas por hectare.

Para descobrir qual foi o lucro, precisamos multiplicar a produtividade pelo preço de venda: 60 x R$ 188,89. O resultado da venda por hectare foi de R$ 11.333,40.

Como aumentar a margem de lucro?

Conseguir uma margem de lucro maior é algo que você consegue com a otimização de diversos aspectos do processo produtivo. Estamos falando de eficiência operacional, redução de custos e aumento da produtividade.

A seguir, estão algumas estratégias técnicas que contribuem para esse objetivo. Acompanhe!

Manejo integrado de pragas e doenças

Não é incomum que a soja sofra com diferentes pragas e doenças, como o percevejo. Para evitar esses problemas ou minimizar seus impactos, implemente práticas de manejo integrado, incluindo:

  • monitoramento constante;
  • utilização de variedades resistentes;
  • rotação de culturas;
  • aplicação estratégica de defensivos.

Assim, você consegue reduzir perdas de produção e minimizar os custos com insumos.

Uso eficiente de insumos

Adote técnicas de manejo que elevem a eficiência no uso de fertilizantes, pesticidas e outros insumos a níveis máximos.

O caminho é fazer análises de solo precisas, aplicando doses adequadas e escolhendo criteriosamente os insumos, de acordo com as necessidades específicas da cultura.

Tecnologias de agricultura de precisão

A agricultura moderna está aí para ajudar! Você já experimentou usar tecnologias como GPS, drones e sensores para mapeamento e monitoramento da sua lavoura? Esses são recursos incríveis para auxiliar na aplicação precisa de insumos, na identificação precoce de problemas e na otimização das práticas agrícolas.

Manter-se atualizado com as mais recentes pesquisas e inovações no setor agrícola ajuda a obter maior eficiência. Por isso, invista em tecnologias e práticas mais eficientes e sustentáveis.

Rotação de culturas e plantio direto

Mesmo na agricultura familiar, você pode implementar a rotação de culturas. Ao alternar a produção de soja com outras opções, você melhora a saúde do solo, reduz a incidência de pragas e doenças, e otimiza os seus recursos. Já o plantio direto ajuda a preservar a estrutura da terra.

Gestão eficiente da água

Foque em práticas de irrigação eficientes, que evitem desperdícios e garantam a quantidade adequada de água para a cultura, no momento certo, de acordo com os estádios fenológicos da soja.

Treinamento e capacitação da equipe

Você tem funcionários ou familiares trabalhando na produção? Independentemente da resposta, invista na capacitação da equipe.

Essa é a melhor forma de garantir que todos os envolvidos tenham o conhecimento técnico e as habilidades necessárias. Isso não só melhora a eficiência operacional, mas também aumenta a qualidade do trabalho realizado.

Os programas de treinamento podem abordar diversas áreas, desde técnicas de cultivo até práticas de segurança no trabalho agrícola.

Escolha das variedades adequadas

A soja tem diferentes variedades que se adaptam melhor a climas e solos variados, conforme a região. Leve em consideração os fatores como resistência a pragas, produtividade e qualidade do grão.

A escolha cuidadosa das variedades tem o potencial de maximizar o rendimento da cultura, diluindo os custos de produção e reduzindo os gastos associados ao plantio em condições adversas.

Monitoramento meteorológico

Já pensou em ter uma estação meteorológica na sua fazenda? Esses dados ajudam na tomada de decisões estratégicas, incluindo o momento ideal de plantio e colheita.

Além disso, eles ajudam a prever possíveis eventos climáticos adversos, ao fornecer informações precisas sobre as condições locais.

Sistemas de irrigação eficientes

Os sistemas de irrigação garantem o fornecimento adequado de água, conforme as necessidades da cultura. Optar por alternativas eficientes, como o gotejamento ou pivô central, ajuda a otimizar o recurso hídrico, reduzindo desperdícios e aumentando a produtividade.

Análise financeira constante

Avaliar regularmente o desempenho econômico da lavoura inclui o acompanhar e analisar os custos de produção, as receitas obtidas e as margens de lucro.

Com base nessas informações, você consegue identificar áreas de melhoria, ajustar estratégias e tomar decisões informadas para maximizar a rentabilidade da atividade agrícola.

Diversificação de fontes de renda

É muito importante pensar em oportunidades de variar as suas fontes de receita. Que tal produzir culturas secundárias, como na integração pecuária-agricultura ou na exploração de mercados especializados?

Avalie as suas possibilidades!

Como lidar com as variações de preço?

O cenário agrícola tem por característica as oscilações de valor de mercado dos seus produtos. Para lidar melhor com elas, você precisa focar em uma abordagem estratégica e flexível. Como produtor rural, pense em aderir aos contratos futuros e às opções de venda para garantir preços em momentos propícios, protegendo-se contra quedas.

Além disso, é muito importante monitorar o mercado constantemente. Permaneça atento aos fatores que impactam os preços e ajuste suas estratégias conforme o momento econômico e climático. Diversificar culturas e buscar mercados alternativos também são estratégias para diminuir os riscos que você sofre com as variações de preço da soja.

Existem outras estratégias nas quais você pode pensar com cuidado, como a gestão financeira eficiente, o uso de tecnologias de monitoramento e a participação em associações agrícolas para ter acesso a informações e apoio. Esses são elementos complementares para enfrentar essas variações com mais resiliência.

O lucro por hectare na produção de soja é influenciado por diversos fatores, como o preço de venda e os custos de produção. A plantação de soja é uma cultura altamente rentável, que pode proporcionar excelentes resultados financeiros aos agricultores quando cultivada de forma eficiente.

No entanto, é possível que exista uma volatilidade comum do setor. Por isso, calcular o lucro por hectare da soja é importante para descobrir se os investimentos fazem sentido e ajudam a atingir o resultado esperado — além de fornecerem informações importantes sobre os gastos da lavoura, gerando um melhor embasamento para a tomada de decisão.

Gostou de saber sobre o lucro da soja por hectare? Então, acesse o nosso artigo sobre o cultivo da soja e continue aprendendo sobre essa cultura!

Quer receber nossas novidades e conteúdos?

Cadastre-se e receba por e-mail em primeira mão.

E-mail cadastrado com sucesso
Ops! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, verifique se o captcha está correto.

Diga o que está em sua mente

Seu endereço de e-mail não será publicado.