Produtividade rural

5 dicas para aumentar sua produtividade rural

Alcançar uma boa produtividade rural é essencial para gerar eficiência na agricultura. Sem isso, todo o esforço e energia dedicados às atividades acaba não se pagando e, de certa forma, até prejudicando o produtor.

Por isso, neste post, queremos indicar alguns cuidados e investimentos que você pode adotar para aumentar sua produção sem precisar, necessariamente, incorporar outras atividades.

Para isso, separamos 5 dicas que vão ajudar você a aumentar a produtividade da sua fazenda e alcançar resultados muito mais satisfatórios. Elas vão desde técnicas de manejo de solo até o uso de tecnologias inovadoras.

Ficou curioso? Então, confira agora mesmo!

1. Utilize o plantio direto a seu favor

O Sistema de Plantio Direto (SPD) é uma prática de manejo da terra bastante utilizada para diminuir os custos de preparo do solo. Ao mesmo tempo, ela ajuda a evitar riscos como a erosão e a perda de nutrientes decorrentes da compactação do solo.

Nesse sistema, tanto a palhagem quanto os restos de vegetais de outras culturas permanecem no solo, ajudando a protegê-lo e fornecendo nutrientes para determinada área. O uso dessa matéria orgânica pode reduzir a necessidade de fertilizantes para as próximas culturas, gerando economia para o produtor.

Para preparar a terra, podem ser usadas colheitadeiras diferenciadas, que preparam a cobertura do solo com picador de palha, por exemplo, ao tempo em que colhem a cultura anterior.

Além disso, a semeadeira também deve ser adaptada. Geralmente, isso é feito com o uso de discos, que vão cortando a palhada para facilitar o depósito de adubo e sementes nos sulcos.

2. Faça a rotação de culturas

A rotação das culturas é uma etapa complementar importante para o SPD. Apesar de não ser um conceito novo na agricultura, muitos produtores ainda não utilizam esse recurso como poderiam.

O indicado é estudar e planejar quais são as culturas ideais para esse tipo de prática, como elas interagem entre si e de que maneira podem otimizar o solo.

O objetivo principal dessa técnica é evitar a exaustão do solo. Para isso, é preciso intercalar a necessidade de adubação de cada ciclo e enriquecer a terra, diferentemente do que ocorre na monocultura, que além de esgotar os nutrientes de uma determinada área, ainda favorece o desenvolvimento de doenças, plantas daninhas e insetos.

Em um espectro geral, além de ser benéfica para o produtor e para a qualidade do produto final, a rotação de culturas também é mais sustentável. Do ponto de vista ambiental, ela minimiza os impactos da atividade agrícola.

3. Adote a agricultura de precisão

A tecnologia é uma aliada importante do agronegócio, especialmente da agricultura. Com algumas técnicas inovadoras e o uso de ferramentas e dispositivos interconectados, muitas soluções já estão sendo proporcionadas, favorecendo muito o aprimoramento de diversas culturas.

A agricultura de precisão ajuda a aproveitar o potencial fértil das plantas, reduzir o uso desnecessário de defensivos agrícolas e tirar o melhor proveito dos fertilizantes de acordo com cada demanda.

Na prática, isso significa mapear detalhadamente a lavoura a partir de sensores e GPS, que acompanham as máquinas que transitam pela área, e usar esse recurso para intervir de maneira pontual na cultura.

Seria ótimo se você pudesse aplicar defensivos agrícolas apenas naquelas áreas afetadas em vez de ter que colocar em toda a lavoura, né? Com a agricultura de precisão, isso é possível. O agricultor passa a ter conhecimento profundo sobre a sua propriedade, reduzindo significativamente os custos e tomando decisões mais acertadas para as suas terras.

4. Invista na qualificação do seu pessoal

A qualificação e profissionalização da sua equipe é, provavelmente, um dos melhores investimentos que você pode fazer para aumentar a produtividade rural. Não existe outra forma de qualificar as operações diárias se não preparando quem está interagindo diretamente com as culturas. Mesmo para quem pretende adotar tecnologias de ponta, será necessário alguém para acompanhar e fazer a sua implementação.

Por isso, se você ainda não havia pensado a respeito, comece a considerar a atualização e qualificação dos seus funcionários, ok? O conhecimento agregado é algo que vai fazer total diferença nas práticas adotadas e, consequentemente, no desempenho da sua lavoura. A prática da apicultura combinada com a agricultura, por exemplo, é uma estratégia que pode ser aprendida em um treinamento, assim como tantas outras.

Ainda que a sua mão de obra seja familiar, é essencial tornar as práticas mais profissionais, aumentando a eficiência e a produtividade rural. Isso ajuda no aprimoramento das técnicas adotadas, no aumento da sustentabilidade do negócio e até mesmo na redução de custos com desperdícios. Pense a respeito!

5. Incorpore a tecnologia no dia a dia

Muito além da agricultura de precisão, a tecnologia é algo que pode andar lado a lado com a produtividade rural, mesmo de dentro de um escritório. Hoje, já existem diversos sistemas e plataformas de gestão, que ajudam a organizar os dados, cruzar informações, automatizar processos e acessar informações que, antes, eram muito mais difíceis.

Além disso, com a internet, você pode encontrar uma rede de apoio e desenvolvimento mútuo com diversos outros produtores e fornecedores, estabelecer novas e importantes parcerias e até encontrar soluções mais vantajosas para a compra de equipamentos e maquinários, por exemplo.

Esses, por sua vez, tendem a ser cada vez mais tecnológicos, interconectados e inteligentes. Máquinas agrícolas com sensores e softwares de processamento automático de dados são uma tendência a ser considerada em prol da produtividade rural. O campo se modernizou e você pode fazer parte dessa mudança, certo?

O grande desafio é que o produtor rural consiga fazer mais com menos, enxugando seu sistema de produção e gerando mais resultados, ao mesmo tempo. Tudo isso com respeito e preservação ao meio ambiente, além de responsabilidade para com o consumidor.

Em todos esses aspectos, a tecnologia é uma forte aliada da produtividade na atividade rural, afinal, ela ajuda a organizar todas as informações disponíveis, a otimizar aquelas tarefas mais rotineiras, além de ter um papel importantíssimo no que diz respeito à precisão das decisões no campo.

Agora que você já sabe como melhorar a produtividade rural da sua fazenda, compartilhe este post nas suas redes sociais e ajude outras pessoas a alcançarem resultados melhores!

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
© Brasilseg Companhia de Seguros - CNPJ: 28.196.889/0001-43 | Av. das Nações Unidas, 14.261, São Paulo-SP, Brasil – CEP: 04794-000