despesas do produtor rural

Despesas do produtor rural: conheça as principais e saiba como controlar

Produzir com a qualidade esperada pelo mercado certamente é um dos grandes desafios do agronegócio. No entanto, nem só tecnologia e boas práticas constituem o sucesso de uma produção. O controle das despesas do produtor rural é o ponto de partida para garantir a sua rentabilidade. Mas será que todos eles estão preparados para essa tarefa?

Neste artigo, mostraremos as principais despesas da rotina agrícola e como é possível otimizá-las. Confira mais detalhes na leitura a seguir!

Por que é importante conhecer as despesas do produtor rural?

O conhecimento sobre todas as despesas envolvidas na produção rural é peça-chave para que o agricultor tenha uma visão ampla e completa do seu negócio e consiga avaliar a viabilidade financeira daquela atividade. Isto é, se a sua lavoura está sendo economicamente sustentável e há um retorno satisfatório do capital investido.

Com esses dados em mãos, é possível ter mais clareza para tomar suas decisões sobre o sistema de cultivo e da gestão do seu empreendimento como um todo. Embora pareça uma tarefa simples, manter o equilíbrio nas finanças de uma propriedade rural inclui a compreensão de uma dinâmica complexa de trabalho.

A partir desse histórico, o produtor consegue definir as situações mais favoráveis da sua cultura, os erros que não devem ser cometidos novamente, bem como identificar os pontos que podem ser aprimorados. Por isso é tão importante conhecer cada despesa.

Quais são as principais despesas que o produtor rural tem?

Para aumentar a capacidade produtiva e os percentuais de lucro de uma lavoura, é fundamental conhecer as principais despesas envolvidas na sua atividade. Aqui estão alguns exemplos que, independentemente do tipo de cultura, devem ser observados.

Aquisição de máquinas

As máquinas e os implementos agrícolas são ferramentas indispensáveis para a execução de tarefas em todas as etapas do ciclo de produção, desde a correção do solo até as práticas necessárias no pós-colheita. Por isso, o produtor precisa considerar o impacto que cada um desses investimentos tem no seu orçamento.

Nesse contexto, ainda é importante considerar as especificações técnicas de cada equipamento, sobretudo a relação de custo-benefício que eles oferecem para o seu negócio. Pode parecer detalhe, mas esses vários fatores refletem na performance da lavoura e na lucratividade do negócio de modo geral. Dentre eles:

  • a intensidade de uso;
  • a potência;
  • a inovação;
  • a manutenção;
  • a depreciação.

Pagamento de funcionários

Outro ponto significativo nas despesas do produtor rural, e que pode interferir nos seus resultados, é o pagamento de funcionários. A contratação de mão de obra é uma das principais despesas do trabalho nas lavouras. E, se não administrada de forma assertiva, pode reduzir a lucratividade do negócio.

Por exemplo, é comum que, em algumas fases da lavoura, o produtor invista na contratação de reforços temporários para atender a demandas específicas, como no momento da colheita. Mas, se fizer um cálculo além da sua necessidade, e em algum momento essa mão de obra ficou ociosa, é sinônimo de desperdício de recursos.

Portanto, quando o quadro de funcionários não é planejado e controlado de maneira eficiente, o custo de produção real acaba sendo mais elevado.

Depreciação

No caso da depreciação, o importante é saber que os bens adquiridos para sua produção agrícola provavelmente não vão durar para sempre. Em algum momento, haverá a necessidade de substituí-los — seja em virtude do desgaste pelo uso, seja pela ação da natureza, seja pela obsolescência. Até porque as máquinas e tecnologias vivem um processo constante de evolução.

Portanto, a dica para não ser pego desprevenido é fazer um levantamento sobre o tempo de vida útil de cada um dos seus equipamentos e planejar as suas safras com base nessas perspectivas. Foque nas trocas e manutenções preventivas, e, se possível, considere a formação de uma reserva de capital específica para cobrir essas eventualidades.

Insumos para produção

As despesas agrícolas com insumos são representadas pelos gastos com sementes, fertilizantes, defensivos, adubos, combustíveis, entre outros itens que são utilizados para o desenvolvimento da lavoura. Essas despesas variam de acordo com o volume de produção da fazenda.

Embora esse cálculo pareça simples, há um detalhe decisivo para a apuração do custo total de produção da safra corrente: somar apenas o que, de fato, foi empregado na lavoura.

Sendo assim, se houve aquisição de 100 kg de defensivos, mas apenas 40 kg foram utilizados naquela safra, os cálculos devem considerar apenas os 40% consumidos. Na apuração de despesas do produtor rural com insumos, é indispensável que a propriedade tenha um bom gerenciamento de estoque.

Reparos de máquinas e implementos

É importante, ainda, acrescentar aos seus levantamentos as despesas com reparos de máquinas e demais implementos. Afinal, a manutenção dos equipamentos impacta diretamente na geração de valor para o negócio e na sua lucratividade ao fim da safra.

Como reduzir as despesas?

Saber como calcular o custo da produção agrícola é fundamental para a competitividade do negócio. Mas esse resultado apenas é efetivo quando aliado a medidas adequadas para reduzir despesas. Confira as principais delas, a seguir.

Controle os custos

Controlar os custos é o primeiro passo para reduzir as despesas do produtor rural. Quando você tem o domínio de tudo que entra e sai do fluxo de caixa do negócio, e da forma como os recursos estão sendo implementados na rotina de trabalho, fica mais fácil identificar gargalos e encontrar estratégias mais eficientes para realização das tarefas.

Essa ação, inclusive, servirá de base para os planejamentos de médio e longo prazos, bem como no aproveitamento de boas oportunidades, considerando que o setor convive com a constante variação nos preços das commodities.

Faça um planejamento

Em uma gestão profissional, o planejamento orçamentário constitui um dos pilares para o sucesso do empreendimento. Além das perspectivas de gastos e produtividade da lavoura, esse documento contribui para que o gestor esteja preparado para eventuais crises de produção.

Tenha mão de obra qualificada

Uma mão de obra qualificada é sinônimo de precisão na execução de tarefas. Profissionais qualificados estão menos propensos a erros, evitam o retrabalho e conseguem realizar um mesmo serviço em menos tempo. Por isso, ainda que represente um custo maior na contratação, os resultados gerados tendem a ser muito superiores.

Por todo o exposto, podemos concluir que o cálculo das despesas do produtor rural é muito importante para manter a sustentabilidade financeira do negócio. É impossível manter a competitividade em qualquer mercado sem uma gestão aprimorada de custos.

Gostou das dicas para mensurar os gastos envolvidos nas suas operações agrícolas? Então, aproveite para dividir esta experiência com seus contatos. Compartilhe o artigo nas suas redes sociais!

Quer receber nossas novidades e conteúdos?

Cadastre-se e receba por e-mail em primeira mão.

E-mail cadastrado com sucesso
Ops! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, verifique se o captcha está correto.

2 Comentários

Diga o que está em sua mente

Seu endereço de e-mail não será publicado.