como escolher um pulverizador

Saiba como escolher um pulverizador agrícola

A pulverização é um processo bastante comum no cenário agrícola. Assim como as demais etapas do ciclo produtivo, vem sendo reforçada pelas mais diversas tecnologias. Mas, você sabe como escolher um pulverizador eficiente para a sua lavoura?

Para ajudar no desafio, abordaremos neste post algumas dicas valiosas na hora de fazer esse investimento!

Como funciona um pulverizador agrícola?

Os pulverizadores são ferramentas essenciais para a distribuição de agroquímicos, nutrientes e fertilizantes em qualquer propriedade agrícola, independentemente do seu tamanho ou segmento de atuação.

Eles representam um avanço na produtividade da fazenda, uma vez que seu uso, combinado com a agricultura de precisão, contribui para a aplicação correta e precisa dos defensivos químicos ou biológicos, reduzindo os índices de perda e garantindo uma melhor absorção do produto pelas culturas.

A verdade é que, sem o auxílio desse recurso, é bem difícil realizar um controle eficiente de insetos, pragas, ervas daninhas, entre outras doenças que podem impactar negativamente as lavouras, além de ajudar no processo de nutrição.

Contudo, para alcançar os resultados esperados, é importante saber como escolher um pulverizador — o que envolve desde as características da propriedade até as técnicas de aplicação e dosagens que serão utilizadas.

Quais são os tipos de pulverizador existentes?

Basicamente, os pulverizadores podem ser classificados em três categorias: manuais, elétricos ou por combustível. Nesse contexto, são encontradas no mercado ferramentas com diferentes modelos e tipos de funcionamento.

Por isso, conhecer as especificações de cada uma dessas ferramentas é indispensável para otimizar a aplicação de defensivos ou fertilizantes na sua lavoura. Veja, a seguir, quais são as alternativas disponíveis!

Costal

É um tipo de pulverizador de pequeno porte. Ele tem um reservatório com alças, que precisa ser carregado como uma mochila pelo operador responsável pelo seu manuseio. Portanto, é uma ferramenta que atende demandas menores.

No que diz respeito ao seu funcionamento, o pulverizador costal pode ser acionado manualmente, de forma elétrica ou por combustível.

Pistola

As pistolas de pulverização também têm um sistema de acionamento manual ou elétrico, e operam a partir de ar comprimido. De modo geral, elas são indicadas para terrenos menores. Quando manuais, sua viabilidade fica restrita a hortas, jardins pequenos e pomares.

De barra

Como o próprio nome já sugere, esse modelo de pulverizador possui uma forma de barra, com múltiplas pontas, que pode ser acoplado a um trator. Assim, é possível cobrir grandes áreas em um curto intervalo de tempo.

É um equipamento que gera eficiência para a manutenção de grandes lavouras como soja, milho, feijão, trigo e batata, independentemente do volume de produção.

Atomizadores

O atomizador é um equipamento capaz de lançar o produto em longas distâncias (aproximadamente 10 metros) e com grande velocidade, por meio da força de uma corrente de ar. Dessa forma, eles possibilitam a aplicação de insumos em áreas de cultivos adensados ou que não podem ser acessados por tratores.

Normalmente, os atomizadores são empregados em culturas perenes da fruticultura e horticultura comercial, como as lavouras de café e laranja.

Como escolher um bom pulverizador agrícola?

A escolha de um bom pulverizador deve passar por uma série de fatores. Para ajudar você nessa missão, listamos os principais deles a seguir.

Observe o tipo de cultura

Pode parecer bobeira, mas o tipo de cultura é um fator determinante para quem deseja saber como escolher um pulverizador adequado. Para culturas anuais, que exigem poucas passadas de fertilizantes ou defensivos, as barras acopladas a um trator são mais indicadas.

Já para culturas perenes, densas ou cujo plantio foi desenvolvido em terrenos mais acidentados e que exigem um número maior de aplicação de insumos, o ideal é utilizar pulverizadores com sistema atomizador.

Avalie a capacidade do equipamento

Dentre as inúmeras opções de pulverizadores no mercado, a tarefa de escolher um modelo deve levar em consideração a capacidade de cada equipamento. Isso porque o volume dos tanques varia e, dependendo do tamanho da lavoura, pode ser necessário abastecê-lo várias vezes.

Então, para obter o melhor custo-benefício, é importante considerar a demanda de insumos de acordo com o tamanho da sua plantação e avaliar se a capacidade do equipamento escolhido atende às características da sua atividade.

Lembrando que um mesmo modelo pode apresentar capacidades diferentes. Os pulverizadores do tipo barra, por exemplo, variam entre 400 e 4500 litros. Quanto maior a área, maior deverá ser a capacidade de armazenamento.

Atente-se à área de produção

Como dito, o tamanho da área agrícola é outro ponto crucial no processo de escolha de uma ferramenta de pulverização. Para grandes e médias plantações, é indispensável contar com equipamentos mais robustos.

Nas pequenas plantações e jardins, é possível fazer um trabalho de pulverização com equipamentos menores e manuais, como os modelos de pistola ou costal.

O objetivo principal é investir em soluções de fácil manuseio, que permitam cobrir toda a área de plantio com eficiência. Então, o equilíbrio entre o tamanho da área de produção e as especificações técnicas do equipamento é peça-chave para uma escolha bem-sucedida.

Avalie a viabilidade econômica financeira

Por fim, mas não menos importante, o produtor rural sempre deve analisar a viabilidade econômica do equipamento, sobretudo em relação ao ganho estimado da produção.

Assim, elabore um cronograma de pulverização conforme as metas da sua lavoura, pondere sobre as limitações físicas, como altura de barra, vão livre, entre outros pontos que podem influenciar suas operações, tais como:

  • a largura da barra;
  • a potência e peso da máquina de acordo com o tipo de solo;
  • a velocidade do pulverizador.

Além de confiança no fornecedor, também é preciso levar em consideração detalhes como manutenção, critérios básicos de funcionamento e limpeza.

Qual é a importância de contar com um bom pulverizador?

Acima de tudo, um bom pulverizador, aliado à agricultura de precisão, é sinônimo de eficiência na aplicação de insumos e pode ser o diferencial para trazer bons resultados no seu plantio. Esse conjunto (pulverizador + agricultura de precisão) permite que os produtos sejam distribuídos nas quantidades adequadas e locais necessários, evitando desperdícios.

Portanto, para quem deseja manter o negócio competitivo, sobretudo para trabalhar com a produção de alimentos em grande escala, não há como abrir mão do apoio de um bom pulverizador.

A pulverização é uma estratégia utilizada em praticamente todas as etapas da produção agrícola, desde a preparação do solo até a fase adulta das plantas. Por isso, saber como escolher um pulverizador adequado para o perfil do negócio aumenta as chances de sucesso no controle dessa operação, assim como os impactos positivos na produtividade.

Gostou das dicas? Agora que você já sabe o que analisar antes de comprar um pulverizador agrícola, confira as alternativas oferecidas pelo Broto!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.