Agricultura de precisão

Como a agricultura de precisão é feita e de que forma pode ajudar?

O agronegócio tem sido a mola mestra de nossa economia e, para isso, tem evoluído a passos rápidos. De braços dados com a tecnologia, viu surgir importante modelo de produção: a agricultura de precisão.

Sua influência nos resultados se mostra na melhoria da produtividade e na redução dos custos e do uso de insumos e água, assim como na menor contaminação ambiental com defensivos. Mas, afinal, do que se trata?

Continue a leitura e descubra o que é, como implementar e como a agricultura de precisão pode ajudar o produtor.

O que é a agricultura de precisão?

Agricultura de precisão (AP) é uma linha de trabalho na condução da gestão agrícola e de suas operações de campo com vistas a melhorar a eficiência e o manejo agrícola. Isso significa que constitui uma forma de planejar e manejar a produção fazendo uso de detalhes que aprimoram os resultados que podem ser alcançados.

Sua característica principal consiste na coleta e utilização proativa de dados precisos referentes ao clima, ao solo, ao desempenho das máquinas e às condições de desenvolvimento da lavoura. Para esse fim, faz uso de diferentes tecnologias desenvolvidas e disponíveis para as atividades do agronegócio.

Assim, por exemplo, a utilização de dados georreferenciados por meio de GPS embarcado nas máquinas e drones constitui um dos pilares da AP. Da mesma forma, o emprego de diferentes sensores na lavoura permite a obtenção dos dados precisos que norteiam as técnicas mais modernas de produção agrícola.

Com dados mais precisos, é possível localizar deficiências hídricas ou nutricionais antecipadamente e, dessa forma, agir em tempo hábil. O mesmo se dá com relação ao surgimento de reboleiras infestadas por determinada praga.

Em todos casos, ações proativas de controle resultam em menos custos financeiros, operacionais e ambientais. Veja a seguir as principais vantagens da adoção da AP na propriedade.

Por que o produtor deve apostar na agricultura de precisão?

As vantagens do emprego da AP na propriedade e os benefícios que podem ser obtidos são muito significativos e têm permitido um crescimento constante no desempenho do agronegócio. Acompanhe e descubra por que sua propriedade não pode ficar de fora.

Redução de riscos nas atividades agrícolas

A obtenção de dados precisos sobre as condições do campo e o desenvolvimento da lavoura, de modo permanente, permite diagnosticar situações de risco antes que ocorram danos ou ainda no seu início. Desse modo, é possível tomar medidas que controlem a situação, reduzindo-se os riscos de perda na produção.

Nesse sentido, um bom exemplo é a utilização de sensores de umidade do solo, capazes de indicar situações de déficit hídrico em determinado talhão. Com essa informação, pode ser acionado o sistema de irrigação apenas para o talhão que indica a demanda, com economia de energia e de água.

Da mesma forma, drones com câmera e GPS podem identificar reboleiras atacadas por pragas. Assim como no caso de déficit de água, o sistema de controle de pragas pode ser acionado e o controle realizado apenas na área atacada. Assim, há economia de defensivos agrícolas e menor agressão ambiental.

Maior assertividade nas tomadas de decisão

Quanto mais precisas forem as informações de que o produtor dispuser, mais assertivas serão as decisões que ele constantemente precisa tomar na condução de sua lavoura. Os instrumentos da AP permitem fornecer dados precisos para esse fim.

Assim, o GPS permite a localização exata de um evento qualquer ou de cada máquina agrícola que esteja operando no campo. Como visto, sensores possibilitam dimensionar diversos parâmetros (pH do solo, condição de determinado nutriente, umidade do solo etc.). Todas essas ferramentas conferem precisão aos dados e segurança para as decisões.

Redução nos custos de produção

Com medidas de controle e correção localizadas e limitadas aos pontos onde são necessárias, reduzem-se muito os gastos com insumos, água, energia, combustível e mão de obra. Por sua vez, ações proativas ou de correção no início das ocorrências apresentam custo muito menor.

Esse conjunto de facilidades diminui o custo final de produção, além de permitir melhor produtividade e reduzir o custo ambiental. Veja mais detalhes a seguir.

Incremento na produtividade

O incremento na produtividade da lavoura se dá como resultado, sobretudo, da eliminação ou do controle das variáveis mais comuns que afetam a produção. Assim, o preparo do solo utilizando quantidades precisas de fertilizantes, sem excessos ou faltas, disponibiliza o potencial para a melhor produtividade.

Do mesmo modo, as medidas antes referidas de correção para o caso de demanda por água ou de controle de pragas, por exemplo, também aprimoram a produtividade. No final, custos operacionais menores, com menos consumo de insumos e com atendimento às necessidades da lavoura, vão levar à melhoria dos resultados.

Aprimoramento do controle de pragas

Como já foi dito, adotar a AP na propriedade resulta em melhor controle de pragas. E como isso acontece?

As pragas, sejam insetos ou doenças, não surgem de repente ocupando toda a lavoura ao mesmo tempo. Seu aparecimento, em geral, começa em reboleiras, atacando determinados conjuntos de plantas e espalhando-se posteriormente. Em geral, só são percebidas nessa fase, em que alcançam grandes extensões cultivadas.

A inspeção da lavoura com a utilização de drones providos de câmeras permite encontrar essas áreas de surgimento que antes não seriam notadas. O uso de GPS consegue demarcar exatamente os locais de ocorrência das reboleiras atacadas.

Drones pulverizadores, por exemplo, podem ser acionados para aplicação das medidas de controle na área exata demarcada. Além disso, softwares especializados são capazes de identificar sinais sintomáticos da presença de pragas, sinalizando o controle necessário e aprimorando as decisões.

Como a tecnologia pode auxiliar nesse processo?

A tecnologia é a base da agricultura de precisão, fornecendo as principais ferramentas para sua utilização no campo. Nesse sentido, podem ser apontados alguns dos importantes instrumentos resultantes da tecnologia aplicada ao agronegócio:

  • drones;
  • GPS;
  • sensores diversos;
  • softwares de gestão;
  • softwares de análise de imagens;
  • leitores do estado nutricional das plantas;
  • controladores e dosadores de sementes e fertilizantes;
  • sistemas de previsão do tempo.

Como você pôde ver, a agricultura de precisão é uma das grandes responsáveis pelo avanço que tem sido mostrado pelo agronegócio, com produções recordes e produtividades sempre melhores.

Agora que você já sabe como atua a agricultura de precisão, conheça importantes sistemas e equipamentos adotados para a implementação dela na propriedade.

Quer receber nossas novidades e conteúdos?

Cadastre-se e receba por e-mail em primeira mão.

E-mail cadastrado com sucesso
Ops! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, verifique se o captcha está correto.

1 comentário

Diga o que está em sua mente

Seu endereço de e-mail não será publicado.